Peeling

Peelings são tratamentos de renovação da pele

Promovem a descamação – visível ou não – e o aumento da taxa de renovação da epiderme.
Devem ser realizados em ambiente controlado e por profissional habilitado.

Melhoram da aparência, viço, manchas e textura através da ação dos medicamentos aplicados na pele.

São indicados também para melhora da acne, manchas residuais, estrias e alterações na textura da pele fotoenvelhecida.

São excelentes complementos para os Lasers estéticos em rejuvenescimento.

Peelings tratam a aparência, viço, manchas e textura da pele

Que tipos de peelings existem?

Peeling químico: tretinoína, tca, fenol: são utilizados ácidos em alta concentração.
Peeling exfoliativo: abrasivos: cristal, micro dermo abrasão, dermo abrasão.

Peelings superficiais

Os peelings superficiais são os mais realizados, por serem mais previsíveis, causarem menor desconforto e menor tempo de descamação visível.
Geralmente são aplicados em intervalos de 2 semanas, geralmente em 3 aplicações.

Os peelings são ideais para complemento dos tratamentos com Lasers – Duo, Triniti e Intense

Peelings médios

Os peelings médios são utilizados para um tratamento mais intenso nas camadas médias da pele e sua descamação pode chegar a 7 a 14 dias.
Necessita algum afastamento conforme atividade profissional da pessoa.
Indicado para manchas, marcas, acne, textura e ceratoses, além de melhorar rugas superficiais e colágeno.

Peelings profundos

Esses peelings foram substituídos pelos lasers fracionados e pelo Triniti – [saiba mais...]

Praticamente não são mais usados, pois são realizados sob anestesia, em centro cirúrgico e tem tempo de recuperação muito alto (entre 40 e 120 dias).
Raramente indicados, pelas alternativas existentes.